Katy Perry em parceria com o YouTube, – antecedendo o lançamento do seu 4° álbum de estúdio, o “Witness” -decidiu realizar uma livestream, uma espécie de reality show, onde Katy mostrava seu lado mais pessoal. O projeto que teve mais de 49 milhões de telespectadores, teve momentos muito emocionantes e alegres, e contou com a participação de vários artistas, entrevistas e uma interação ao vivo do público com a Katy.

Com todo esse sucesso que foi KWWW — Katy Perry: Witness World Wide, a renomada revista TIME elegeu a livestream como um dos melhores programas de 2017, ocupando a 9° posição no ranking. Confira a seguir a declaração da revista:

Nacionalmente, a vida de quatro dias de Katy Perry – na qual ela morava em uma casa aparelhada, comendo, dormindo e declamando para um público on-line – deveria promover seu álbum, Witness . Não tenho certeza de quão eficaz foi nesse objetivo, mas Witness World Wide fez várias declarações provocativas, embora muitas vezes não intencionais. Uma era sobre as expectativas colocadas sobre celebridades na idade hipermediada. Perry, numa tentativa de competir com sua classe de cantora pop ante-upping, abriu-se a uma quantidade punitiva de escrutínio. Uma estrela conhecida por trajes de fantasia e espectáculos sobre-humanos que abandonam ambos, feitos para uma visão eterna e fascinante. Era quase tão fácil perder uma hora observando-a passar por uma aula de ioga ou tomar café da manhã. O show foi ainda mais fascinante para a avaliação de Perry do que significa que um artista seja político agora. A cantora, uma substituta da campanha de Clinton em 2016, parecia durante todo o fluxo ser abatido e em uma dor incomum, menos interessada na música que ela estava colocando além das oportunidades de discutir conceitos como privilégio ou sua própria história de apropriação cultural. O visitante depois do visitante apareceu em sua casa, mas um clima de confusão e ansiedade assombravam a empresa. O prolixo de Perry, às vezes inarticulado, um exame de uns dias de seus próprios motivos e ações foi uma escolha estranha para uma diva de conquista do mundo, mas fez para a televisão perfeita por um momento em que tantos estão tentando encontrar um novo quadro narrativo para entender o mundo. E o formato da transmissão ao vivo adaptou-se à nossa era, em que conhecer o que uma celebridade está pensando a qualquer momento é um direito ferozmente defendido.

Lista completa: 

10. The Deuce, HBO
9. Witness World Wide, YouTube
8. Mindhunter, Netflix
7. I Love Dick, Amazon
6. Alias Grace, Netflix
5. Insecure, HBO
4. Feud: Bette and Joan, FX
3. The Leftovers, HBO
2. Big Little Lies, HBO
1. Better Things, FX


Não deixem de acompanhar nossas redes sociais, Twitter, Facebook e Instagram para futuras informações.